Argentina completa 25 anos sem títulos. Veja a lista de tentativas e relembre como era o mundo em 1993

Foto: Getty Images

Com eliminação da Copa de 2018, título recente ainda é o da Copa América daquele ano


m 1993, a Argentina jogou por Goycochea, Ruggeri (Caceres), Basualdo, Altamirano e Borelli; Redondo, Simeone, Gorosito (Leo Rodrigues) e Zapata; Batistuta e Acosta. Técnico: Alfio Basile. Com dois gols de "Batigol", os argentinos derrotaram o México por 2 a 1 e conquistaram a Copa América daquele ano, sediada no Equador. Foi a última vez que a Argentina conquistou um título na história. Com a eliminação na Copa de 2018, os Hermanos completam 25 anos sem dar uma volta olímpica, ou seja, praticamente "Bodas de Prata".
Neste período, entre Copas do Mundo, Copas Américas e Copas das Confederações, foram 16 chances de conquista que foram desperdiçadas, sete delas em decisões de título.

1994 - Copa do Mundo nos Estados Unidos - caiu diante da Romênia por 3 a 2 nas oitavas de final (Argentina sem Maradona, que foi suspenso por doping);
1995 - Copa América no Uruguai - eliminado pelo Brasil por 4 a 2 nos pênaltis nas quartas de final após empate por 2 a 2 (com gol de Túlio, o de empate, matando na mão e em impedimento);
1995 - Copa das Confederações na Arábia Saudita - derrota por 2 a 0 na final para a Dinamarca;
1997 - Copa América na Bolívia - derrota para o Peru por 2 a 1 nas quartas de final;
1998 - Copa do Mundo na França - eliminado nas quartas de final pela Holanda, após derrota por 2 a 1;
1999 - Copa América no Paraguai - derrota para o Brasil por 2 a 1, de virada, nas quartas (Rivaldo e Ronaldo brilhando);
2002 - Copa do Mundo na Coreia do Sul e no Japão - eliminada na primeira fase - derrotas para Suécia e Inglaterra;

Luis Fabieno e Adriano em Brasil 2 x 2 Argentina, na Copa América de 2004 (Foto: AFP)

2004 - Copa América no Peru - derrota para o Brasil por 4 a 2 nos pênaltis na final (golaço de Adriano no empate por 2 a 2 no tempo normal, aos 48);
2005 - Copa das Confederações na Alemanha - derrota para o Brasil na final (chocolate de 4 a 1, com dois de Adriano, e Kaká e Ronaldinho Gaúcho também marcando);
2006 - Copa do Mundo na Alemanha - derrota por 4 a 2 para Alemanha nos pênaltis, nas quartas, após empate por 1 a 1;
2007 - Copa América na Venezuela - nova derrota para o Brasil na final, agora um chocolate - 3 a 0 (Júlio Baptista, Ayala contra e Daniel Alves marcaram);
2010 - Copa do Mundo da África do Sul - goleada de 4 a 0 para Alemanha, de novo nas quartas (Diego Maradona era o treinador);
2011 - Copa América na Argentina - eliminação para o Uruguai por 5 a 4 nos pênaltis, nas quartas, após empate por 1 a 1;
2014 - Copa do Mundo no Brasil - derrota por 1 a 0 na decisão para Alemanha, na final, no Maracanã;
2015 - Copa América no Chile - após 0 a 0 no tempo normal na decisão, derrota por 4 a 1 para o Chile nos pênaltis;
2016 - Copa América Centenário nos Estados Unidos - nova derrota na final para o Chile nos pênaltis, por 4 a 2, após 0 a 0 no tempo normal - Messi desperdiçou uma das cobranças.

Messi desperdiça uma cobrança de pênalti em Argentina x Chile (Foto: AP )
Como era o distante ano de 1993?A internet ainda era usada por muito pouca gente, e só em 1994 apenas 3% das salas de aula nos Estados Unidos contavam com esse privilégio. Mas hoje em dia, está nos celulares de todo mundo, e o GloboEsporte.com ajuda a lembrar como era o mundo em 1993.

Fonte: Globoesporte/Rio de Janeiro.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Follow by Email

Teve inicio a abertura do campeonato ipojucano

Porto de Galinhas X Fluminense. Foto: Sindcley Costa.  ESPORTE   NEWS    PERNAMBUCO IPOJUCA Por Sindcley Costa correspondente do Espo...

Facebook

Facebook
Gilson Martins